As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Domingo, 21 de Dezembro de 2008

O Natal e as Tradições Natalicias

 

 A celebração religiosa do Natal só foi iniciada no século IV quando o Papa Júlio  I levou a cabo um estudo exaustivo sobre a data de nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo e acabou por estabelecer oficialmente o dia 25 de Dezembro para as comemorações. Posteriormente, outras celebrações que tinham por base rituais pagãos ou romanos foram adoptadas e transformadas para se inserirem no âmbito das comemorações cristãs.

Uma das tradições mais marcante do Natal é a Árvore de Natal. O culto da natureza dos tempos pagãos está sem dúvida na origem da celebração da árvore, embora esta só tenha sido adoptada oficialmente para as celebrações na Alemanha em 1539.Mais tarde a árvore passou para todo o mundo principalmente através dos casamentos celebrados entre famílias reais e que levaram a uma propagação do costume a outros países europeus e mais tarde ao resto do mundo através da colonização.

O elemento religioso foi introduzido através da escolha de motivos piedosos para a decoração das árvores como as velas que actualmente são utilizadas luzes eléctricas hoje (chamadas de séries de Natal) os anjos e a estrela que é colocada no topo da árvore representa a Estrela de Belém que terá guiado os Reis Magos. A árvore mais utilizada em Portugal é o pinheiro por ser mais vulgar.

O Pai Natal é uma figura importante nos países nórdicos era costume alguém vestir-se com peles e representar o "Inverno" essa figura visitava as habitações era-lhe oferecida bebidas e comida pois acreditavam que se o tratassem bem a casa seria abençoada. Mais tarde o Pai Natal foi associado à figura de São Nicolau. Este bispo Turco teve um percurso de ajuda aos pobres e às crianças oferecendo-lhes presentes e dinheiro.

Os presentes de Natal já se tornaram num ritual obrigatório os cristãos adoptaram este costume simbolizando a oferta de presentes no altruísmo do ideal católico patente nos presentes trazidos pelos Reis Magos e oferecidos ao Menino Jesus.

O Presépio é uma tradição muito antiga que surgiu no século XIII e ainda hoje se cumpre na maioria dos lares. As primeiras imagens que representavam a Natividade foram criadas em mosaicos no interior das igrejas remontando ao século VI. São Francisco divulgou a ideia de criar figuras de barro que representassem o nascimento de Jesus. O primeiro presépio foi construído por São Francisco em 1224 tendo sido celebrada uma missa que foi descrita como tendo um ambiente verdadeiramente divino

A partir dessa altura a ideia foi-se propagando para os conventos e casas nobres onde as representações se tornaram cada vez mais luxuosas.

Nas nossas aldeias serranas é costume juntarem-se grupos de rapazes e raparigas que vão aos montes buscar cepos de árvores e troncos velhos. Antigamente estes eram transportados em carros de bois, mas hoje o transporte já é feito em tractores e é descarregado no largo maior da terra ou no adro das igrejas, onde é feita uma grande fogueira chamada de fogueira do Natal. Junta-se ao redor da fogueira gente jovem e também os mais velhos que cantam e brincam, come-se as filhoses bebe-se do bom vinho e algumas aguardentes.   Assim se passa a noite de Natal em ambiente de muita alegria. Em freguesias maiores é celebrada a Missa do Galo.

 

publicado por vozdogoulinho às 19:07
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds