As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

O Inverno a chegar...

O céu é percorrido por nuvens espessas e escuras que correm pelos ares vindas não se sabe bem de onde e a irem não se sabe bem porquê... Fogem também elas do vento frio que sopra nos nossos cabelos e que enregela as nossas faces, tonando os nosssos narizes quase que pequenas pedras de gelo que apenas descongelam no conforto do lar. Ouvem-se os sons do ribeiro que corre na barroca, saltitando contente com as águas que vieram das chuvas dos últimos dias... No ar os odores familiares das fogueiras que se misturam com o de terra e ervas molhadas.  O fumo das chaminés espalha-se pela aldeia formando figuras estranhas ou apenas fiapos de cinzento a juntar-se às cores escuras que cobrem agora os montes... Verdes carregados da cor do musgo e castanhos escuros são agora as cores predominantes que servem de enquadramento à nossa aldeia.

Dentro das casas aquele cheiro a fogueira e fumo, que se entranha em nós mas ao qual estamos tão habituados que nem notamos senão qundo nos afastamos daqui. Sentamo-nos à lareira e sentimos o corpo a aquecer aos poucos, ouvimos os estalidos da madeira e o crepitar do lume, sentimos o cheiro da comida a fazer... e sentimo-nos em casa. Invade-nos uma sensação de conforto e paz, a quietude de um porto seguro longe da tempestade lá fora... Chove! Ouve-se o tilintar da chuva nas janelas com força e o rugir do vento...

Deixo-me ficar aqui sentado simplesmente a apreciar com os sentidos este Inverno que está a chegar ao meu Goulinho...

 

publicado por vozdogoulinho às 10:51
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds