As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Sábado, 31 de Janeiro de 2009

O canto da minha terra...

 

        Eu canto a freguesia
       
A minha Aldeia das Dez
       
A Ponte das Três Entradas
       
Porto de Mós a seus pés.

        Tem a Quinta das Tapadas
       
E também o Seculinho
       
Tem o Cimo da Ribeira
       
Mais acima o GOULINHO.

        Nosso belo Santuário
       
É lá no Vale de Maceira
       
Nossa Senhora das Preces
       
Está aqui à nossa beira.

        Senhora das Necessidades
       
Está no monte miradouro
       
Estamos todos aos teus pés
       
Para nós és um tesouro.

        Para falar do Chão Sobral
       
Tudo o que eu diga é pouco
       
Está no fundo o Avelar
       
Lá ao fundo no barroco.

        Casal Cimeiro pequenino
       
Pequenino mas com graça
       
Passamos a Panasqueira
       
Para chegar à Gramaça.

        Quinta do Boco e Madanela
       
Que já foram habitadas
       
Hoje já só é silvas
       
Pois estão abandonadas.

        Deixo aqui um retrato
       
Desta nossa Freguesia
       
Que é terra de gente boa
       
Adeus até qualquer dia.

 

        António Assunção

publicado por vozdogoulinho às 12:07
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Anónimo a 31 de Janeiro de 2009 às 19:57
Bonitos versos caro amigo. Espero que continue a ter força para divulgar a sua terra da forma como o tem feito. É preciso gostar-se mesmo muito do sitio onde se vive para continuamente se tentar divulga-lo, mesmo que muitas vezes não exista o feedback que se pretendia... O importante é continuar. Abraço
De Luantes a 31 de Janeiro de 2009 às 23:56
Poeta é o Povo

sempre ouvi dizer isso

e s e o amigo Assunção não é povo... onde é que esta o povo??
ah ganda poeta
parabens e aquele abraço
De ricaebelaserradoacor a 1 de Fevereiro de 2009 às 11:45
Bonitos versos
A rica e bela serra do açor esteve aqui e adorou
De Pedro Oliveira a 2 de Fevereiro de 2009 às 14:36
Este blog pelo que leio é sobre uma aldeia de Oliveira do hospital, mas leio neste poema referência a Porto de Mós. Até hoje só conhecia Porto de Mós concelho do distrito de Leiria que é a minha terra e Porto de Mós praia de Lagos.Também há um Porto de Mós em Oliveira do Hospital?
Gostaria muito saber e se sim como é essa terra.
abraço
fica o convite paar visitarem o Vila Forte que é um blog de Porto de Mós, basta clicar no meu nome.Porto de Mós foi designada por vila forte por Camões nos Lusíadas.
De Pedro Oliveira a 2 de Fevereiro de 2009 às 16:52
Muito agardecido pela visita ao blog Vila Forte.
Os blohues são uma ferramenta fantástica.Um grande abraço de Porto de Mós para Porto de Mós
De António M.R.Martins a 3 de Fevereiro de 2009 às 17:21
Bom poeta é povo
deste país, sem igual
no conhecer de novo
nosso belo Portugal.

Parabéns pela postagem.

Abraço
De Jose Augusto Matos a 11 de Abril de 2011 às 23:17
Como sempre o meu amigo Assunção continua a ser um eterno poeta do povo espero que não tenhas parado de treinar com a guitarra.
Portugal precisa de pessoas assim que sempre tem no pensamento não deixar as tradições do nosso povo serem apagadas pela globalização.
Bem ajas amigo Assunção um abraço.




Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds