As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Domingo, 15 de Maio de 2011

QUINTA DO BOCO - MAIS UMA VISITA

 

Mais uma vez, e sempre que vou ao meu Goulinho, eu não resisto, em visitar, aquele que em tempos passados foi o grande celeiro do Goulinho.

 

Foi aqui, que também eu, passei uma grande parte da minha meninice, conheci, e lembro-me muito bem, dos habitantes que no Boco viviam. Lembro-me do tio Henrique, do tio Alexandre, do seu filho António, algumas das filhas do tio Alexandre, (tio era como eu os tratava não eram meus familiares) vieram para o Goulinho, uma delas foi minha tia, a Maria da Assunção.

 

O Boco hoje, é composto de ruínas das antigas casas com boa cantaria em granito (em baixo vou deixar uma foto) muitas silvas, muitos castanheiros, e muita falta de limpeza, como se encontra nem as castanhas se podem apanhar. Salvo poucas excepções, que com muito trabalho, e amor ao Boco, que é o meu caso, vou fazendo com muito trabalho, a limpeza possível , esta visita serviu para levar ao Boco , um amigo, que em breve irá limpar, e plantar mais uns castanheiros, num terreno pertencente a mais um teimoso, que é o meu cunhado.

 

Mas tudo isto é feito, por respeito aos nossos antepassados, que nos deixaram esta pesada herança, pois gastamos mais, que aquilo que colhemos, mas como o dinheiro não é tudo na vida, honrar o passado, na lembrança de quem nos deixou , também é importante para a nossa consciência.

 

Todos os dias nos vão chegando vozes de desespero, á medida em que os noticiários, ainda que com informação de factos verdadeiros, abusam em carregá-los de tons negros que em nada ajudam a ultrapassar a crise que realmente o pais atravessa contribuindo para a depressão social.

 

Embora essas vozes impregnadas de desanimo não tenham, nada a ver com o nosso Boco mas é evidente que se estas terras e outras ainda melhores que estas espalhadas por todo o território nacional produzissem em vez de estarem ao abandono não havia necessidade de importar tantos produtos agrícolas como aqueles que o pais importa. O desemprego seria menor, eu pessoalmente , fico revoltado ao ver nas grandes áreas comerciais alhos que vem da China, cebolas que vem de Espanha, será que nós não temos capacidade, para abastecer o Pais destes produtos, isto para não falar de outros.

 

Bem sei que os jovens hoje não querem trabalhar na agricultura mas quando vão para outros países fazem coisas muito piores dizem que vão ganhar mais, o dinheiro é importante mas não é tudo, a familia fica dividida, quando se fala de casais, a separação é muito pior, e quando há filhos as crianças sofrem com as saudades .

 

Era bom ver no nosso Goulinho as terras que praticamente estão dentro de casa voltarem a ser cultivadas ou reaproveitadas com vinha ou com pomares de macieiras, cerejeiras, pereiras e muitas outras árvores de fruto. O Goulinho ficava mais alegre e quem sabe se num futuro próximo não podia dai nascer uma pequena empresa de doces, compotas e frutas cristalizadas.

 

Tudo isto não passa de uma miragem mas não nos podemos esquecer que Portugal e os portugueses na sua longa história de vários seculos já atravessou muitas crises e foram superadas na monarquia, na 1ª republica, na ditadura, e depois do 25 de Abril.

 

Ora isto não sendo uma utopia é um factor de esperança , e nessa esperança já não espero ver o Boco cultivado mas espero ver o meu Goulinho preservado e limpo por muitos anos esperando que aqueles que dizem não saber fazer que se tiverem força de vontade aprendem e aos que dizem que não podem que façam um esforço o trabalho feito com moderação também dá saúde todos sabemos que há quem diga que dói mas é para nada fazerem.

 

 

publicado por vozdogoulinho às 14:20
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De antónio lourenço a 17 de Maio de 2011 às 20:17
A Tia Maria Assunção foi a minha avó paterna.
É com tristeza que vejo o BOCO assim abandonado, ainda me lembro de quase todos os bocadinhos serem cultivados as casas servirem de palheiro e nas lojas se guardarem animais.
O Incêndio na década de 80 precipitou o seu abandono
Um grande Abraço ao Primo Assunção.
De Voz do Goulinho a 19 de Maio de 2011 às 15:15
Primo António o incêndio ocorrido na década de oitenta não culpa este abandono o fogo não chegou ás casas a prova disso é que no canto superior esquerdo da foto á uma casa que tem telhado que por sinal é da tua tia Olga.
A culpa para chegar a estas ruínas tem a ver com gerações, e passo a explicar.
A primeira geração conservou
A segunda abandonou
A terceira esqueceu
Outras formas de pensar levaram ao que está á vista.
Esta é a minha opinião

Um abraço caro primo

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds