As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Terça-feira, 26 de Outubro de 2010

GOULINHO - TRATAM-ME TÃO MAL...

Sim, é verdade já nem as minhas barbas brancas respeitam! Sou tão velhinho… já deviam de ter mais respeito pela minha idade.

Vou-vos contar o que me fizeram e que me deixaram (como hoje se diz) “pior que estragado”.

Então lá vai… Tomem bem nota daquilo que me fizeram: foi já no passado mês de Março ao ouvir um barulho estranho para os lados do Seladinho ou seja ao cimo do Outeiro com as minhas poucas forças lá peguei na bengala (porque as pernas já não ajudam) e lá vou ver o que se passava.

Eu nem queria acreditar no que os meus olhos viam: uma máquina da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (aquela a quem o meu povo paga os seus impostos) estava a esburacar a rua que vem do Casal Cimeiro para o Outeiro com destino á Rua da Capela (do meu querido São Paulo). Segundo o que manobrador da máquina disse era para substituir a conduta de água que ia para a nossa sede de Freguesia Aldeia das Dez. Não pude acreditar e perguntei quem tinha dado tal ordem para nos estragarem o alcatrão e o empedrado que a minha gente com tanto sacrifício mandou arranjar, com o dinheiro que recebeu dos compartes ou seja dos pinheiros queimados do incêndio que por aqui passou já lá vai alguns vinte anos. Acrescentei ainda: “O senhor acha bem o que está a fazer?” ao que o manobrador da máquina me respondeu “Meu caro senhor, o senhor pode ter muita razão mas este é o meu trabalho só recebo ordens…” ai eu perguntei quem lhe deu essa ordem ao que ele disse “Meu senhor estou a trabalhar por ordem da Câmara Municipal”. Fiquei tão mal disposto e chocado que a minha cara deve ter mudado de tal forma que o homem da máquina desceu da mesma e abraçou-me dizendo “Não se enerve! O senhor já tem muita idade é preciso ter cuidado” respondi de imediato “O senhor tem razão nem eu já sei os anos que tenho, mas seja em que época ou idade, isto não deixa de ser uma falta de respeito.”

 

O que me leva a contar estas coisas é que já lá vão nove meses e tudo o que me estragaram ainda não está reparado. Será isto correcto? Eu acho que não. Tem que haver respeito pelo meu povo que já comeu pó e nem as janelas eles podiam abrir coitados. Para me visitarem já andaram na lama e agora andam pelos buracos que as últimas chuvas abriram… Estou mesmo revoltado! Dizem que os meus filhos criaram uma associação para me desenvolver, para me porem mais bonito, como quem diz aparar as minhas barbas mas o que é verdade é que eu ainda não vi nem senti nada. Tenho é reparado nas obras que andam a fazer na estrada que passa junto aos meus pés, tenho estado atento e tenho reparado que há algumas coisas que na minha maneira de ver não vão ficar como eu gostaria… Isto no que eu posso ver aqui nas minhas barbas porque para mais longe não posso ir que as minhas pernas já não ajudam mas de qualquer maneira já está melhor e os meus filhos também já mereciam ter esta melhoria. Quanto ao que anteriormente eu estava a falar será que quem está lá na Câmara a mandar não sabe como deixou estes caminhos? Dizem que esse senhor é professor ? Será? Se é , não parece… Dizem que se chama Alexandrino.

Então eu digo Sr. Alexandrino: nunca ouviu dizer que quem estraga velho paga novo? É o que o senhor tem que fazer… o meu povo tinha as ruas arranjadas sem que o senhor ou outros que já por ai passaram tivessem contribuído com um tostão para as pôr tal como o meu povo as tinha. É no mínimo o seu dever, se o não fizer os seus alunos quando souberem não vão gostar então o senhor andou-lhe a ensinar boas maneiras e o senhor não as cumpre? Olhe que isso é muito feio e é muito mau exemplo!

Meu caro Sr. Alexandrino, tenha respeito mim, por este Goulinho que é já muito velhinho com barbas brancas e compridas e mande por favor que é assim que se fala cá na terra arranjar estas duas ruas onde os carros até já evitam de passar. Mostre aos seus alunos que o Sr. também faz aquilo que lhes ensinou, se é que o fez… A saber: respeitar os outros sendo velhos ou novos.

 

Grato pela atenção.

 

O Goulinho

 

 

publicado por vozdogoulinho às 20:05
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds