As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

GOULINHO E AS VINDIMAS

Em breve no meu Goulinho tal como em todo o pais as vindimas fazem parte da cultura do nosso povo.

No Goulinho longe já vai o tempo que na época das vindimas a azáfama era tamanha desde o lavar os barris apertar os arcos enfim prepará-los para receberem o precioso néctar. No campo era ver os grupos de homens e mulheres a cortarem os cachos enquanto outros os transportavam em cestas feitas de verga para as dornas onde um homem ou rapazes descalços faziam a pisa da uva .

Hoje esse ritual já só é feito infelizmente por meia dúzia de produtores a quem eu chamo os últimos resistentes se bem que esteja a aparecer gente que ama a sua terra e luta para que as silvas não tomem conta da terra. Para esses eu deixo aqui os meus parabéns tais como o Dr. Carlos Lourenço e ao seu filho Francisco que há cerca de um ano ou dois plantaram uma belíssima vinha com videiras seleccionadas. É de gente como esta que o nosso Goulinho precisa bem sei que para se tirar rendimento do investimento feito vai demorar algum tempo mas nem sempre o lucro é o mais importante, pois o sentimento e o respeito por aqueles que já partiram faz-nos sentir mais felizes .

Espero que outros Goulinheses sigam o exemplo destes nossos amigos para que a paisagem do nosso Goulinho seja mais verde e por hoje é tudo vou deixar aqui um pequeno poema alusivo á uva e ao vinho a que eu chamo poema da minha adega.

 

Videiras que eu pisei.

Videiras que eu vi crescer.

Videiras que eu plantei.

Do meu vinho vou beber!

Das uvas que eu pisei…

O coxo fica a andar.

O cego passa a ver.

O mudo começa a falar.

O analfabeto consegue ler.

O triste volta a cantar.

O surdo fica a ouvir.

O bebé nasce a falar.

 

Ficará sempre a sorrir.

Tristeza nunca vai ter.

Inteligente será

Quem deste vinho beber!

 

António Assunção

 

 

 

 

 

publicado por vozdogoulinho às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds