As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

Não se esqueçam de mim...

Os dias têm amanhecido chuvosos... as nuvens percorrem o céu atarefadas, descarregando a chuva e as brumas pelos campos e encostas. Estou desejoso que o sol chegue e que talvez alguns dos meus filhos me venham visitar nos feriados.

 

Espero todos os dias... (muitos deles em vão) que alguém chegue, que algo aconteça, que simplesmente se preocupem comigo. Infelizmente na nossa sociedade é mais fácil adaptar-se do que lutar contra as contrariedades, ficar calado do que bradar contra as injustiças, deixar o tempo passar do que viver realmente a vida. Olhem para mim... Aqui estou eu, à beira da desertificação... Os meus habitantes permanentes contam-se pelos dedos das mãos! Mais alguns anos e deixo de ser uma aldeia para ser uma colónia de férias abandonada ao mato e às silvas sem dó nem piedade... Não se preocupam? Acordem para a realidade! Façam um esforço, não adormeçam perante a vossa vida fácil e regalada, a vossa posição na sociedade, a vossa vidinha monótona mas cheia de preconceitos e juízos de valores.  Eu tenho potencialidades! Basta que alguém se digne a lutar por mim! Como disse Jonh F. Kennedy “não penses no que o teu país pode fazer por ti mas sim no que tu podes fazer pelo teu país”... É só isto que eu peço, peço não, imploro que a idade já me tirou a vergonha e o desespero o orgulho...

 

Mas tal como eu muitas aldeias sofrem o mesmo destino, eu apenas estou a dar voz ao que sentem com o passar do tempo e com o abandono de todos os que os rodeiam e têm poder para fazer algo.



Eu tenho muitas ideias e posso partilhar algumas: podem fazer um museu etnográfico que torne o Goulinho visível para as autoridades competentes, uma biblioteca que permita que quem me visita mesmo nas férias possa desfrutar de um bom livro à sombra das minhas árvores... elaboração de um roteiro de caminhos pedestres que assinalem algumas das atracções que eu tenho (moinhos, almas, pedras riscadas, entre outros), e o meu grande sonho... um parque de merendas ecológico, feito com materiais que se enquadrem na Natureza e com uma vertente pedagógica relativamente à fauna e flora da região.

Usem e abusem das minhas ideias, mas não me deixem morrer! É tudo o que peço... penso que não é muito...



publicado por vozdogoulinho às 18:51
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds