As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

O Inverno a chegar...

O céu é percorrido por nuvens espessas e escuras que correm pelos ares vindas não se sabe bem de onde e a irem não se sabe bem porquê... Fogem também elas do vento frio que sopra nos nossos cabelos e que enregela as nossas faces, tonando os nosssos narizes quase que pequenas pedras de gelo que apenas descongelam no conforto do lar. Ouvem-se os sons do ribeiro que corre na barroca, saltitando contente com as águas que vieram das chuvas dos últimos dias... No ar os odores familiares das fogueiras que se misturam com o de terra e ervas molhadas.  O fumo das chaminés espalha-se pela aldeia formando figuras estranhas ou apenas fiapos de cinzento a juntar-se às cores escuras que cobrem agora os montes... Verdes carregados da cor do musgo e castanhos escuros são agora as cores predominantes que servem de enquadramento à nossa aldeia.

Dentro das casas aquele cheiro a fogueira e fumo, que se entranha em nós mas ao qual estamos tão habituados que nem notamos senão qundo nos afastamos daqui. Sentamo-nos à lareira e sentimos o corpo a aquecer aos poucos, ouvimos os estalidos da madeira e o crepitar do lume, sentimos o cheiro da comida a fazer... e sentimo-nos em casa. Invade-nos uma sensação de conforto e paz, a quietude de um porto seguro longe da tempestade lá fora... Chove! Ouve-se o tilintar da chuva nas janelas com força e o rugir do vento...

Deixo-me ficar aqui sentado simplesmente a apreciar com os sentidos este Inverno que está a chegar ao meu Goulinho...

 

publicado por vozdogoulinho às 10:51
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Lourdes a 8 de Dezembro de 2009 às 19:36
António
Por momentos senti os sons, cheiros e até sabores da serra. Senti as "tenazes"na mão a mexer nas cavacas que crepitam na lareira; ouvi o estrondo dumas castanhas mal esboladas que assam nas brasas por entre a borralha, enquanto da panela de ferro chega um cheirinho a caldo de couves, temperado com o toucinho do bácoro morto há dias. A sensação é tal, que a água cresce-me na boca e sinto-me augada.
Mas,na realidade, não vejo nada. Abro bem os olhos e não há fogueira, nem castanhas, nem caldo de couves. Apenas uma grande saudade dos dias passados no aconchego das casas da nossa região.
Bem haja por esta descrição, que por momentos me fez sonhar.
Beijinhos
De Sebastiao Batista a 14 de Janeiro de 2010 às 18:22
Boas Tardes António! Bonito Texto. O descrito tb.vale para a m/terra -Cebola. Ao comentário da Lourdes poderei acrescentar: nós éramos 8 irmaos e há 60 anos faziamos muitas vezes uma competicao no descascar das castanhas. Eu ficava quase sempre em sétimo lugar... :(

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds