As noticias e comentários do dia a dia de uma pequena aldeia da freguesia de Aldeia das Dez no concelho de Oliveira do Hospital.

.Novas noticias

. Nevoeiro de verão

. O CHEIRO DA SERRA

. SÓ DIGO A VERDADE

. PUREZA DE ESPIRITO

. RIO ALVA

. GOULINHO ESTÁ MAIS ...

. MONTE DO COLCURINHO

. FALSOS CRENTES

. ALDEIA DAS DEZ É LIN...

. GOULINHO --- REQUALIF...

. RECORDAR É VIVER

. AMAR A VIDA

. SENHORA DAS PRECES

. TOPONIMIA NO GOULINHO

. GENTE DO POVO

. A MINHA APRESENTAÇÃO

. O QUE SERÁ DO MEU GO...

. RECADOS

. ERICA VULGARES-----URZE

. MARCHA DO GOULINHO

.arquivos

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Domingo, 27 de Setembro de 2009

Goulinho e a Arte

O Goulinho é terra de artistas e hoje vou falar de um grande nome das artes esse grande senhor que levou o nome da nossa terra a um grande país irmão: o Brasil.

Nasceu numa casa abastada para a época era filho do Sr. Placedino e de Dª Adelaide. Tinha mais 7 irmãos,  duas senhoras: Dª Arminda e Dª Aurora e 5 senhores; António, Ernesto, Germano, José e Manuel. Tive o privilégio de os conhecer a todos tendo sido empregado do grande Senhor António e afilhado da grande Senhora Dª Aurora.

Esse artista a que me refiro chamava-se Agostinho Lourenço Duarte. Este senhor andou por terras de Moçambique e depois do 25 de Abril de 1974 rumou ao país irmão o Brasil e dedicou-se à pintura sendo convidado para dar aulas na Escola de Artes de CHAPECÓ (Chapecó é um município brasileiro do Estado de Santa Catarina considerada a capital  brasileira da agro-indústria possui cerca de 172.000 habitantes. Foi fundada em 25 de Agosto de 1917 e fica localizado na região Oeste Cartaginense na inserção da bacia hidrográfica do rio Uruguai cujo curso define a divisão com o Estado do Rio Grande do Sul).

Assumiu a direcção da escola de artes de Chapecó em Janeiro de 1983 permanecendo no cargo até Dezembro de 1988 fazia várias visitas a Portugal onde visitava o nosso Goulinho e fazia várias exposições de pintura por várias cidades deste nosso lindo Portugal incluindo o nosso Concelho de Oliveira do Hospital.

Este homem com o seu saber de Professor de pintura fez muitos grandes artistas. Pena é que no ano 2004 em que a escola comemorava os seus 25 anos de felicidade também sofre a grande perda do seu grande mestre e  ex-director. Agostinho Lourenço Duarte morre aos 86 anos.

Deixou a sua arte pelos vários cantos do mundo e também deixou algumas pinturas para serem expostas no nosso concelho. Era bom que no nosso Goulinho fosse criado um museu onde pudessem ser expostas as suas obras esteja onde estiver este nosso amigo acredito que ele gostaria de dar fama à sua terra através das suas pinturas, tal como fez em terras distantes. 

 

publicado por vozdogoulinho às 09:52
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Miguel Moura a 28 de Setembro de 2009 às 17:29
Boa tarde,
Gostei muito do texto sobre o meu Tio Agostinho. Acredito que foi por esquecimento, mas não referiram o nome da terceira irmã, tão importante como as outras, a saudosa Tia Lurdes.

Um abraço,

Miguel Moura
De voz do Goulinho a 29 de Setembro de 2009 às 09:04
Miguel tens toda a razão é imperdoável o esquecimento a tia Lourdes era uma senhora por mim e pela minha família pessoa muito estimada acredita Miguel que no meu consciente foi mesmo esquecimento deixo aqui as minhas desculpas a todos os familiares.
António Assunção
De Luísa Costa a 29 de Setembro de 2009 às 20:34
Peço desculpa pela correcção mas o meu tio Agostinho faleceu com 75 anos, pois o meu pai, Manuel, tem 84 e é mais velho que o meu tio. Quanto ao resto do texto gostei que se valorizassem os filhos da terra.
De Pedro Oliveira a 2 de Outubro de 2009 às 16:28
As terras que se lembram dos seus ilustres habitantes e que fazem questão de os homenagear por forma que as gerações futuras os conheçam,são terras ricas não só em termos materiais,mas também em valores humanos.Bem haja amigo António.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds